Câmara Institucional
Arapiraca

 

A cidade de Arapiraca é a segunda maior de Alagoas e mais importante do interior do estado. Com população superior a 230 mil habitantes, de acordo com a estimativa do IBGE para o ano de 2018.

O nome Arapiraca vem de uma árvore da família das leguminosas Mimosáceas – Piptadênia (Piteodolobim). Uma espécie de angico branco, comum no Agreste e no Sertão. Foi embaixo da Arapiraca, localizada as margens do Riacho Seco, que Manoel André Correia dos Santos (Fundador da Cidade) descansou.

A sombra daquela árvore fez com que Manoel André tivesse a ideia de construir uma cabana. Depois de alguns tempos, com a vinda de outras famílias, a árvore Arapiraca ficou cercada por um povoado. O local começou a ganhar vida na primeira metade do século XIX.

Já em 1864, Manoel André construiu a capela de Santa Cruz e escolheu como padroeira Nossa Senhora do Bom Conselho.

Como distrito, Arapiraca esteve subordinada, sucessivamente, a Penedo, Porto Real do Colégio, São Brás e Limoeiro. Foi elevado à categoria de município em 30 de outubro de 1924, constituindo-se de territórios desmembrados de Palmeira dos Índios, Porto Real, São Brás, Traipu e Limoeiro.

Aspectos geográficos e políticos

Limita ao norte com o município de Igaci, ao sul com o município de São Sebastião, a leste com os municípios de Coité do Noia e Limoeiro de Anadia, a oeste com os municípios de Lagoa da Canoa, Girau do Ponciano e Feira Grande, a noroeste com o município de Craíbas e a sudeste com o município de Junqueiro.

Prefeito

JOSÉ LUCIANO BARBOSA DA SILVA 

Natural de Palmeira dos Índios, Luciano Barbosa nasceu em 13 de agosto de 1958 e viveu sua adolescência na cidade de Arapiraca e depois foi morar em Maceió, onde formou-se em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Alagoas.

Luciano Barbosa tem mestrado em Economia pela Universidade Columbia, no Estados Unidos. Seu primeiro cargo público foi o de secretário de Educação do município de Arapiraca, em 1992.

Também foi secretário estadual de Transporte, ministro da Integração e entre tantos outros cargos na vida pública, foi prefeito de Arapiraca por oito anos, onde revolucionou a educação, sendo o primeiro município de Alagoas a ter escola de tempo integral no ensino fundamental. Foram 10 escolas.

Luciano Barbosa, ainda como prefeito da segunda maior cidade Alagoas, implantou, no ano de 2010, o projeto das bibliotecas públicas digitais de bairros, carinhosamente denominadas de “Arapiraquinhas”. Enquanto gestor do município, criou também a primeira escola municipal de circo do país.

Luciano também investiu maciçamente em educação, saúde, cultura, geração de ocupação e renda dentre outras áreas. A cidade recebeu uma nova plástica em seus logradouros, com a criação de centros culturais, monumentos, praças e urbanização e pavimentação de dezenas de logradouros, elevando a autoestima da população, tendo se revelado um dos maiores gestores da história de Arapiraca e de Alagoas, sobretudo com o fortalecimento da Educação.

Pela sua competência, foi eleito presidente da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA), liderando a luta dos 102 prefeitos do Estado, tendo cumprido seu mandato com altivez e responsabilidade.

No ano de 2014, formou a chapa vitoriosa ao governo de Alagoas com Renan Filho. A dupla foi eleita com mais de 670 mil votos dos alagoanos.

Além de vice-governador de Alagoas, no ano de 2015, Luciano Barbosa passou a comandar a Secretaria de Estado da Educação. Barbosa valoriza os profissionais. Selecionou os gerentes regionais por meritocracia e não mais por indicação política, implantou o ensino integral em 50 escolas da rede estadual.

Triplicou o número de escolas com ginásios esportivos, valorizou financeiramente a função de diretor de escola, criou a função de articulador de ensino e se aproximou dos servidores e dos estudantes da rede estadual. Nesta gestão, Barbosa ainda instituiu o programa Escola 10 que mobiliza os municípios a melhorarem a educação pública das crianças alagoanas, entre outras importantes ações e obras no setor.

Devido a esse trabalho, no de 2018, Luciano Barbosa foi mais uma vez escolhido para compor a chapa ao lado do governador Renan Filho e a chapa foi reeleita com uma grande votação, obtendo mais de 77% da preferência popular dos alagoanos.

Em sua passagem pela Secretaria de Estado da Educação, Alagoas conseguiu obter avanços significativos nos indicadores. Penúltimo colocado no ranking nacional, com a criação do Programa Escola 10, o estado figura entre as cinco unidades da Federação que conseguiram superar a meta do Ideb em 2019.

Em Arapiraca, Luciano investiu maciçamente em toda a rede de ensino. para construir nove ginásios poliesportivos; reformar e modernizar 15 escolas, além da construção do Colégio Militar Tiradentes e do Centro de Educação Integral Mário Cesar Fontes (CEI), espaço que integra as escolas Izaura Antônia de Lisboa (Epial), Pedro Reis e Quintella Cavalcanti, além da construção do teatro e de uma ampla e moderna biblioteca.

A eleição de Luciano Barbosa com a expressiva votação, no último dia 15 de novembro, com mais de 59 mil votos dos arapiraquenses, representou 54,56% da vontade popular e respalda o trabalho realizado nas duas vezes (2005-2012) em que foi gestor da maior cidade do interior de Alagoas.

Na Educação, Luciano foi pioneiro e investiu na implantação do modelo das escolas de tempo integral com a construção de dez unidades de ensino, na cidade e também na área rural; construção dos Centro de Apoio à Educação Infantil; Planetário Municipal, Escola de Circo e Centro de Belas Artes.

Outras obras importantes ainda hoje são referência na gestão de Luciano Barbosa como prefeito de Arapiraca: o Lago da Perucaba, o Bosque das Arapiracas, o Parque Ceci Cunha, o Mercado do Artesanato, a criação das Tendas Culturais, o Memorial da Mulher, a criação do Clube do Servidor, implantação da Feira da Agricultura Familiar, entre outras obras marcantes na cidade e nos povoados. 

 

Ele1 - Criar site de notícias