Câmara Institucional
Saúde

Arapiraca destaca importância da luta antimanicomial para promoção da saúde mental

Município conta com rede de suporte completa e, em fevereiro, inaugurou um dos maiores equipamentos de saúde mental de Alagoas

10/06/2024 10h33
Por: Redação
Fonte: Ascom Arapiraca
Foto: Pablício Vieira – Ascom Arapiraca
Foto: Pablício Vieira – Ascom Arapiraca

Todo cidadão tem o direito de ser livre, viver em sociedade e receber cuidado e tratamento para qualquer sofrimento mental.

Por isso, Arapiraca conta com uma rede de saúde mental que prioriza o bem-estar psicológico de toda a comunidade, além de promover a importância da luta antimanicomial, que este ano contou com o lema “por uma sociedade sem manicômios”.

“Abraçar essa causa e lutar juntos, como sociedade, é fundamental para garantir os direitos pelos quais estes pacientes não têm força para lutar. Na verdade, a maioria deles nem sabe quais são os seus direitos e seus familiares, que poderiam travar essa luta por eles, muitas vezes se envergonham de mostrar qualquer vínculo com alguém com transtorno mental, exatamente por causa do estigma que a doença carrega, estigma esse que a nossa luta tem como objetivo quebrar”, explica a diretora da Atenção Especializada, Edna Veríssimo.

Ainda no final do mês de maio, a Secretaria Municipal de Saúde realizou uma programação voltada à esta luta, com apoio dos Caps Nise da Silveira e AD, além do Ambulatório Integrado de Saúde Mental, instrumento inaugurado em fevereiro deste ano que conta com uma equipe formada por 18 psicólogos, 5 psiquiatras, assistente social, farmacêutico, gerente exclusiva e equipe administrativa, além de um ambiente lúdico e acolhedor.

A programação contou uma semana inteira de ações de conscientização e capacitação dos profissionais do município, iniciando com um simpósio de abertura em parceria com os conselhos de Psicologia e Enfermagem, além das universidades. O apoio destes órgãos é fundamental para debater a situação destes cidadãos, especialmente em meio ao momento fragilizado em que se encontra a saúde mental no Brasil.

Alunos de psicologia do Cesmac no Centro de Arapiraca

No último sábado (8), alunos do curso de psicologia do Cesmac, em parceria com os estes órgãos de saúde mental, realizaram uma ação de promoção do projeto de extensão “Saúde mental é um direito”, que tem como objetivo conscientizar sobre os serviços oferecidos no município e a importância deles para uma melhor qualidade de vida.

Um dos maiores da história

O Ambulatório de Saúde Mental chegou para reforçar a rede de assistência em saúde mental que atua no município, a qual conta, atualmente, com dois importantes equipamentos: o CAPS Nise, que atende usuários com transtornos mentais severo e/ou persistente, psicóticos e neuróticos, e o CAPS AD, que oferece suporte a pessoas que fazem uso abusivo de álcool e outras drogas.

Juntos, estes espaços têm o grande objetivo de promover a inclusão e o bem-estar psicológico do arapiraquense, desde o público geral até comunidades específicas como trabalhadores, público LGBTQIA+ e também mulheres e adolescentes vítimas de violência.

Dentre os serviços oferecidos, estão: psicoterapia, consultas, práticas integrativas, grupos terapêuticos e ainda a distribuição de psicotrópicos com receita médica. 

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias